X

O que fazer em caso de picada ou mordida?

Um bom piquenique ou as tão esperadas férias podem ser estragados por uma picada ou mordida de um animal. Portanto, vale a pena saber o que fazer, caso sofra um acidente.

A maioria das mordidelas causam comichão, queimadura ou inchaço leve. Nesses casos, é necessário remover o ferrão (caso tenha permanecido na pele), lavar a área com água e sabão e aplicar gelo ou água fria, para reduzir o inchaço. Assim que chegar a casa ou ao sítio onde está hospedado, deverá aplicar cremes com baixas doses de hidrocortisona ou mesmo um anti-histamínico, para aliviar e fazer desaparecer as consequências da picada ou mordida.

A preocupação acresce quando os sintomas são mais graves, como:  dificuldades respiratórias, tonturas, náuseas e vómitos ou inchaço dos lábios, pálpebras e garganta. Caso algum destes sintomas apareça, deve dirigir-se imediatamente a um hospital ou ligar às urgências para receber assistência médica.

Por vezes, pedir ajuda ou ir a um centro médico pode não ser possível. A primeira coisa a fazer é não dar à pessoa afetada nada para beber, tirar ou desabotoar roupas apertadas e cobrir a pessoa com um cobertor. É importante evitar também a luz direta do sol, assim como evitar aplicar gelo na picada, pressionar a ferida ou fazer cortes perto da área afetada, já que isso pode provocar hemorragias e contaminar a área.

Logicamente, que estes são apenas aspetos gerais para atuar em caso de picadas ou mordidas, mas existem certas picadas de animais que exigem medidas extraordinárias, até que a ajuda seja alcançada. Recomenda-se que antes de partir numa viagem para uma zona desconhecida se informe bem sobre a fauna e flora existentes, para que, tanto quanto possível, fique preparado em caso de qualquer problema.

Para assistir a algumas das reações mais extravagantes às mordidas e picadas, não percas a nova série “Reis da Dor” todas as quintas-feiras, às 23h.