X

O que é a aquaplanagem?

O outono já chegou e o inverno também não tarda em mostrar-se. Isso significa um tempo pior e, por isso, mais perigos na hora de sair para a estrada. Uma das causas mais habituais de acidente nesta época do ano é a temido aquaplanagem. Mas sabes do que se trata?

Acontece quando a água que está na estrada se acumula nos pneus em tal quantidade que é impossível as rodas escoarem, o que faz com que a roda flutue. Para que isto aconteça, existe a influência de vários fatores como a quantidade de água acumulada, o estado e o tamanho das rodas, a velocidade a que vamos e o peso do veículo. A velocidades baixas, os pneus golpeiam a água acumulada e cortam-na, conseguindo que esta evacue a água pelas laterais e mantendo os pneus colados ao asfalto. Conforme aumentamos a velocidade, a água fica à frente dos pneus sem tempo para sair pelas margens. Se a uma grande quantidade de água somarmos uma alta velocidade, a pressão de água a que está submetida fará com que entre debaixo dos pneus, perdendo o contacto com o asfalto e fazendo com que o carro flutue, perdendo o controlo sobre o mesmo. Por isso, é muito importante que quando chove muito ou quando as vias têm muita água acumulada, reduzamos a velocidade.

Obviamente, pneus especialmente desenhados para a chuva evitarão em grande parte a aquaplanagem, já que possuem rodas que facilitam a entrada e saída da água. Da mesma forma, se tivermos as rodas em mau estado, isso irá fazer com que a superfície da roda fique lisa e, portanto, incapaz de cortar a água. Se tens um carro pequeno, também deves ter um cuidado especial. Carros mais pequenos tendem a ter rodas mais pequenas (com menor superfície de contacto), o que, somado ao seu baixo peso em comparação com outros modelos, tornará mais difícil a evacuação da água acumulada na estrada.

Por isso, quando há grandes quantidade de água no asfalto, reduz a velocidade até passar a situação de perigo e tem sempre os teus pneus em ótimas condições.