X

O carro de brincar mais caro do mundo

Se dissermos que um carro custa 30.000€, podemos achar que não é demasiado caro, mas se falarmos de um carro de brincar, a história muda de figura. A Bugatti lançou em 1926 um carro para crianças (abastadas), uma réplica de um Type 35, o modelo mais admirado da marca francesa. Este ano, o modelo que costumava ser visto nos jardins das famílias mais ricas da Europa cumpre 110 anos de existência. Por isso, como forma de homenagem, será lançado o Bugati Baby II.
Mas como os tempos têm vindo a evoluir, a casa francesa quis adaptar-se e lançar apenas 500 unidades deste carro em versão elétrica. A apresentação foi feita no último Salão de Genebra e a expetativa foi tal que esgotaram ainda em pré-venda, em apenas três semanas.

A verdade é que apesar de catalogado como um carro de brincar, o Bugati Baby II pode ser conduzido por um adulto, chegando a alcançar 45Km/h ou até mais, se o limitador de velocidade for desativado. Para que os pequenos não possam chegar a essas velocidades conta com um controlo remoto que pode desativar o carro, com um alcance de 50 metros. Além disso, pode colocar-se em modo infantil para que o automóvel não ultrapasse os 20m/h. Para que se adapte às dimensões de uma pessoa adulta, a Bugatti duplicou o seu tamanho, alcançando 75% do tamanho do automóvel normal, ou seja, o dobro do carro de brincar de 1926.

Este Bugatti Baby II é esteticamente igual ao Tye 35 original com o que se disputou o Grand Prix de Lyon de 1924, com todos os detalhes idênticos, como os faróis ou jantes de liga leve de oito raios. A inovação surge por baixo do capô, com uma cadeia cinemática elétrica de baterias de iões de lítio e um sistema de frenagem regenerativa. Os medidores de pressão de óleo e combustível do painel do controlo também foram substituídos pelo indicador de bateria e de potência.
As 500 unidades vão começar a ser fabricadas em finais de 2020 e lançadas em meados de 2021.