X

Características dos carros de destruição

Há quem cuida dos seus carros como se fossem filhos, limpam-nos, modificam-nos para parecer melhor, certificam-se de que estão sempre imaculados. Mas há outra parte da população que adora destruí-los!!!

Há anos que as corridas de destruição têm atraído milhares de entusiastas, especialmente nos E.U.A.. Segundo os amantes, é um prazer ver como vários carros saem do controlo e perdem a sua forma original até ficarem parecidos com um papel amassado.

Os veículos de sucata são geralmente usados, porque a estética pode ser arranjada com um pouco de tinta. Depois de termos mudado o motor e o carro se estar a mover, começa a modificação. Os cristais e todo o vidro são removidos do veículo, no carro é deixado o chassi, e é adicionada uma grelha de proteção para preservar a segurança do condutor. É estritamente proibido bater na porta do condutor, além de que todos os pilotos devem usar capacetes, entre outras medidas de segurança.

O local onde se faz esta peculiar corrida/prova é feita num recinto fechado, geralmente coberto com lama e terra para que os carros não ganhem velocidade. O público está protegido por barreiras de proteção para evitar que qualquer coisa lhes bata.

É permitido bater de marcha atrás, pelo que, os carros familiares com bagageiras grandes sejam preferidos para ter mais superfície de impacto.

A pergunta que se impõe é, quem é o vencedor? É o último carro a ser capaz de se mover.

Se quer saber mais sobre este mundo, não percas novos episódios de Corridas de Demolição, terças às 22h40, no BLAZE.